quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

fútil inútil

enquanto a maioria precisa  de cartões de crédito,
roupas caras, álcool, um namoradinho popular,
entre outros supérfluos,
tudo que eu quero é um bom livro, música
e uma xícara de café.

 ilustração: Dulce Amargo

sábado, 22 de janeiro de 2011

entende?

- Isso me chateia.                                                
- É mesmo? Porquê?
- Você não se importa.
- É  claro que me importo. Só não me incomodo.
- E por que não se incomoda?
- Não sei.
- Obrigado, isso esclarece tudo.
- Também não compreendo, mas na hora certa ambos entenderemos.
- Você é muito otimista.
- Você não é? Deveria ser.
- Sou apenas realista.
- Pessimista.
- Realista.
- Acho que isso não importa agora.
- Concordo.




- poisé, eu também não -

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

every day

tento dizer a mim mesma que tudo é passageiro
tento mostrar aos outros que eu sou o que eu deveria ser
não passa de teatro
é tudo tão caótico, não faz sentido tentar enxergar algo
além da névoa que há em volta
não parece correto tentar esquecer
que o mundo é como ele é
que há certas coisas que jamais mudarão
a menos que eu mude
e é isso que todos os dias eu tento fazer
e que todos os dias, alguém tenta impedir
como se eu estivesse em uma crisálida,
esperando o momento certo para alçar vôo
por isso, não adianta dizer que eu 'sou' assim~
eu não 'sou' de jeito nenhum, até o dia que eu resolver
que não há mais algo que valha apena
...................................................................